Alimentação que pode te deixar mais estressado

Conheça os alimentos que devem ser consumidos com equilíbrio na dieta

Nos dias de hoje é muito comum ficar estressado. Tantas tarefas, pressões, problemas pessoais, profissionais etc. Dificilmente alguém consegue se manter 100% paciente, é sempre importante repensar alguns hábitos que podem ajudar na conquista de maior autocontrole.

Você imaginava que a alimentação poderia induzir ao estresse? Mas sim, isso porque alguns alimentos estimulam a produção do hormônio cortisol que é conhecido como hormônio do estresse.

Quais alimentos podem te deixar mais estressado?

shutterstock alimento estresse

Cafeína: A cafeína é aquela substância que pode causar benefícios e malefícios à saúde, o que definirá se o efeito será bom ou mau é a maneira de utilização. Em excesso, essa substância pode provocar o aumento da produção do hormônio adrenalina no organismo, responsável por despertar o estado de alerta, o que consequentemente gera a ansiedade, além da possibilidade de desencadear problemas mais graves como taquicardia e insônia. Mas não é só o café propriamente dito que deve ser evitado, refrigerantes, chás, chocolates, entre outros, também contêm cafeína.

Álcool: Muitas pessoas consomem o álcool como um agente para relaxar, mas essa substância também estimula a produção da adrenalina, e não é só isso, se não houver a ingestão de água, o organismo passa pelo processo de desidratação e o hormônio cortisol é liberado, que também pode alterar o humor.

Sal: O excesso de sal (sódio) provoca o aumento da pressão arterial que reflete sobre a glândula suprarrenal, isso faz com que tensões nervosas sejam provocadas gerando um comportamento mais agitado que o habitual.

Essas são apenas algumas substâncias que podem alterar o humor. Mas claro, há também os “agentes da felicidade”.

A água é um alimento vital para a saúde, isso porque ao mesmo tempo em que hidrata o organismo, impede que o hormônio do estresse cortisol seja liberado no sangue.

Fibras são sempre bem-vindas e agem sobre a flora intestinal favorecendo a circulação sanguínea, mas outra curiosidade é que estimulam a produção do hormônio neurotransmissor serotonina, responsável pelo bom humor e pelo sono regular. Alimentos como: grãos integrais, frutas, verduras, legumes, cereais, entre outros, devem ser consumidos com frequência na dieta.

Exercícios físicos. Praticar atividades físicas não resulta apenas na conquista de um corpo magro e saudável, mas libera no organismo os hormônios neurotransmissores endorfinas, gerando sensação de bem-estar.

Exercício da paciência. Com certeza essa é a parte mais complicada (risos). Mas vale tentar. Problemas todos têm e nem sempre podem ser resolvidos de uma hora para outra, por isso, é importante também viver um dia de cada vez.

Ativas ABC: www.ativasabc.com.br

Deixe seu comentário!

Se tiver qualquer dúvida, crítica ou sugestão, use esse espaço para expor.

/* */